Você pode fazer a diferença!

Home » Histórias de Transplantados » Do transplante à vitória nas piscinas – Por Rodrigo Machado

Do transplante à vitória nas piscinas – Por Rodrigo Machado

Em pouco mais de 4 meses, descobri a existência dos JOGOS MUNDIAIS DOS TRANSPLANTADOS – WTG Málaga 2017, e num piscar de olhos eu já estava na Espanha para celebrar, competir e representar todos os transplantados, pessoas com problemas graves de saúde, meus amigos e familiares, todos os profissionais da saúde e todos os brasileiros de bem, que acreditam num futuro melhor para o nosso país.

Nos 2 primeiros meses, parecia algo inimaginável, pois ainda estava em tratamento médico, mas após uma boa evolução e a autorização médica, o sonho se tornou possível em meados de Abril. Como uma prova de natação, foi uma corrida contra o tempo. Apenas alguns dias para me inscrever, pois já estava no prazo final, conseguir a documentação comprobatória e obrigatória, realizar o pagamento e enfim, estava inscrito. Agora a “corrida” era outra, na água e apenas 9 semanas me separava de praticamente 8 anos longe das piscinas para o grande dia da competição.

Mesmo com uma lesão no ombro já existente, decorrente de uma fragilidade muscular em todo processo do tratamento, tinha que treinar e forte para poder estabelecer um objetivo de tempo traçado no início da preparação.

DEDICAÇÃO e SUPERAÇÃO total em 8 semanas, com uma rotina de 5 treinos semanais, em média 2500 metros diários em 1 hora e 20 minutos de piscina, e apenas 1 falta no dia que realizei o exame PET-CT para controle. Além disso, sessões diárias de fortalecimento muscular com elástico, alongamento e abdominais, e duas vezes na semana, aulas de pilates, e sessões de acupuntura e fisioterapia para amenizar o desconforto e dores físicas e preservar/recuperar a lesão no ombro.

Como o tempo de treino foi muito curto para a preparação, a estratégia do meu técnico foi usar as 4 primeiras semanas para um trabalho de base (técnica e resistência), 3 semanas com aumento gradativo em séries (tempo/velocidade) e a última semana para polimento. Infelizmente só foi possível corrigir detalhes e pequenos erros na técnica, minimizar os erros mais crônicos e vícios de nado e potencializar ao máximo os pontos fortes.

Enfim cheguei em Málaga, domingo dia 25/06/2017, dia da Cerimônia de Abertura dos JOGOS MUNDIAIS DOS TRANSPLANTADOS, e mesmo antes da grande festa e celebração da vida, como já estava no clima dos Jogos, fui direto conhecer as piscinas do Conjunto Acuático INACUA, o local mais desejado e sonhado nos últimos 2 meses.

No dia seguinte da Cerimônia de Abertura, totalmente focado nos Jogos, ainda havia mais 2 dias de treinos para o reconhecimento da piscina e a preparação final, aclimatização e entrar no fuso horário, pois quarta feira, 28/06/2017, já era o primeiro grande dia. Em breve conto sobre os dias das competições…

#transplantedemedula #olimpiadas #superação #doaçãodemedula #sejadoador #sejaumheroi #soudoador.org

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *