Você pode fazer a diferença!

Home » Histórias de Transplantados » A grande conquista: cinco medalhas e um recorde – Por Rodrigo Machado

A grande conquista: cinco medalhas e um recorde – Por Rodrigo Machado

O dia 29/06/2017, segundo das competições de natação dos WTG, começou igual o dia anterior, mas com uma confiança, integração e amizade muito maior com os nadadores. Apesar de estar 100% focado nas minhas provas, tirei o dia para curtir muito mais do que o primeiro dia, pois o conjunto acuático Inacua já era a minha casa.

Com desistências em cima da hora, nadei os 100 costas direto na final às 9:30 da manhã, ficando com mais uma medalha de prata. Como já havia acontecido nos 50 costas no dia anterior, mesmo nadando muito bem e abaixo do antigo recorde mundial da categoria fiquei com nova prata e o campeão Matthew Burrows que venceu as duas provas de costas, foi considerado o melhor atleta masculino dos WTG2017, com um total de 7 medalhas de ouro, sendo 5 individuais e 2 nos revezamentos pela Grã Bretanha. Muito feliz pelo tempo estabelecido e por saber também que o índice técnico estava comprovadamente superior ao das edições anteriores, o que qualificou ainda mais a minha participação.

Agora era esperar até aproximadamente as 15 horas para a final dos 200 medley, minha última prova, e que nas últimas semanas no Brasil já havia feito tempos muito bons.

Enquanto isso, tinha mais de 5 horas para aproveitar cada minuto daqueles momentos maravilhosos na minha vida. Já estava cercado de amigos de várias nacionalidades, num clima de total descontração e amizade. Também tinha o pessoal do Brasil, nossa torcida com amigos e familiares e mais dois atletas na natação, a Patricia Fonseca e o Dinael Wolf que iam nadar a prova dos 400 livre, finalizando a participação deles no triathlon. Estive ao lado deles o tempo todo, conversando e descontraindo antes da grande prova, e inclusive no momento, pois fiquei andando na lateral da piscina os 400 metros dando uma força para eles, e isso foi incrível.

Finalmente chegou a hora dos 200 medley e tinha no balizamento ao meu lado, meu “brother” americano Matt Castle, cara excepcional e um verdadeiro amigo, literalmente do coração, pois diferente da grande maioria que são transplantados de rim, ele é de coração. Também vinha com o mesmo retrospecto que eu, com 4 medalhas até ali e era o atual campeão dos 200 medley. Tinha ao meu lado um cara que respeitava mesmo antes dos Jogos e a admiração maior ainda depois de virar amigo.

Graças a ele, tive muita motivação ao longo das 8 semanas de treino para conseguir melhorar os meus tempos e conseguir conquistar tempos bons como os dele. Já estávamos na água e fiz as parciais dos nados borboleta e costas na frente, fechando os 100 metros. Estava bem próximo de mim quando viramos para o nado peito e lembrei de tudo que o meu técnico, o Walter Rodrigues falava nos treinos, uma prova de medley muita gente perde justamente no nado peito, por ser um estilo mais lento e já estarmos cansados.

Eu sabia que não podia relaxar, pois o nado peito era um dos nados fortes do Matt e por isso forcei muito desde o início, mesmo sabendo que ainda faltaria mais 50 metros de nado livre para finalizar. Consegui abrir um pouco mais a diferença nos 150 metros da prova e chegando na virada, vejo bem em frente da borda o Dinael e o Eduardo gritando, VAI…VAI… Só faltava mais 50 metros e veio novamente tudo na minha cabeça, todos os treinos, as dores, as câimbras que tive em 8 semanas fortes de preparação e sabia que era os meus últimos 50 metros em Málaga e que naquele momento eu daria novamente o meu melhor e foi incrível, consegui abrir ainda mais a vantagem e chegar em primeiro. Surpresa maior foi ver o placar eletrônico e o meu tempo, praticamente 13 segundos abaixo do antigo recorde. Além de Campeão Mundial, finalmente também tinha um Recorde Mundial e uma alegria enorme pra guardar pro resto da vida.

Agora era hora de celebrar mais ainda a Vida e mais um sonho conquistado!!!

Muito obrigado meu Deus, por tudo aquilo que tenho! Alegria, Força e Fé!!!

#vencedor #transplantedemedulaossea #guerreiro #natação #campeão #olimpiadasdostransplantados #sejadoadordemedula #redome #sejaumheroi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *