Você pode fazer a diferença!

Home » Doação de Órgãos e Tecidos » IRMÃO DE SANGUE, PAI DE FÍGADO – Por Hugo Franco

IRMÃO DE SANGUE, PAI DE FÍGADO – Por Hugo Franco

Meu nome é Hugo Franco e tenho 27 anos. Sou irmão da Laura, transplantada de fígado em 2013.

Ela nasceu quando eu tinha 19 anos. Logo depois que fiz 20, descobrimos que ela tinha Atresia das Vias Biliares. Ao longo dessa idade acompanhei todas as tentativas de tratamentos paliativos e cirurgias que adiassem o transplante.

Próximo de complentar meus 21 anos, iniciamos o processo de transplante sendo eu o doador. Nesse 1 ano amadureci uma vida.

Conheci a dor e o medo, sentimentos que eu supunha saber o que eram, mas não. Em compensação conheci também a fé, a perseverança e a empatia.

Dizem que uma criança muda um pai e uma mãe. Laura mudou-me independente disso. Na verdade, minha irmã fez-me entender o real valor da vida, e esse entendimento – tão necessário nos dias atuais – tornou-me melhor do que eu era antes. A paternidade e a maternidade tendem a despertar isso em nós, porém não deveríamos precisar passar pela experiência de gerar uma vida para entender o real valor que ela deve ter.

Não sou pai da Laura, nem tenho a pretensão de ser. Entretanto entendo a paternidade como um ato de amor assim como a doação de órgãos. Assumo com orgulho o título de “pai de fígado” que Laura deu-me.

#soudoador #soudoadororg #doeorgaos #salvevidas #avisesuafamilia #sejaumheroi #transplante #transplantados #transplantehepatico #historiasdetransplantados #paidefigado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *