Sou Doador » Blog » QUANDO EU CONHECI O SOU DOADOR – Por Elisa Servilha

QUANDO EU CONHECI O SOU DOADOR – Por Elisa Servilha

Olá, me chamo Elisa e desde 2013, quando completei 18 anos, cadastrei-me como doadora de sangue, tendo comigo que poderia de alguma forma ajudar a salvar vidas!

Em uma das minhas doações de sangue, em 2017 fui apresentada ao REDOME (Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea), me interessei e fiz meu cadastro.

No final do ano de 2018, algo inesperado e muito importante aconteceu na minha vida! Fui chamada para realizar exames de compatibilidade, para poder ajudar meu pai!

Eu e mais algumas pessoas da nossa família realizaram exames, os resultados chegaram e eu fui a pessoa mais apta para doar! Tudo aconteceu de uma forma muito emocionante, pois além de ser doadora de medula óssea, pude ajudar uma das pessoas mais importantes da minha vida, meu pai.

Em junho de 2020 fomos chamados para realizar o transplante. A pandemia da Covid-19 estava no seu auge, por isso tivemos que internar um tempo antes, para nos prevenir de qualquer doença que o dia-dia pudesse nos trazer, e a partir daí, começamos os preparativos para o transplante.

Para a doação foi necessário o uso de medicação para estimular as minhas células-tronco, visto que minha doação foi realizada através de Aférese. As células-tronco foram coletadas e o transplante para o meu pai que aconteceu!

Senti dores, mas pensando o bem que eu estava fazendo, a dor se anulava! A doação foi um sucesso e eu continuo bem de saúde e apta a fazer novas doações.

No período em que estive internada, conheci o SouDoador, tive acesso a novas histórias que me motivaram a continuar firme no meu propósito, reforçando ainda mais a minha decisão e escolha em ser doadora de órgãos.

Continuo cadastrada no REDOME para novas doações e esperançosa de poder servir a este propósito: ser doador.

Seja você também um doador de órgãos sólidos e líquido!

Se você se sentir motivado, não se esqueça de se cadastrar no REDOME e sempre doar sangue quando puder! Não custa nada e você pode salvar inúmeras vidas!

Elisa Servilha tem 25 anos, é psicopedagoga, doadora de órgãos sólidos e líquido (sangue).

transplantedecoracao #miocardiopatia #sejadoador #digasim #doacaodeorgaos #soudoadororg

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.