Sou Doador » Blog » A DOENÇA DA MINHA IRMÃ NÃO IMPEDIU QUE ELA ME SALVASSE! – por Aline Morais

A DOENÇA DA MINHA IRMÃ NÃO IMPEDIU QUE ELA ME SALVASSE! – por Aline Morais

A doença renal é totalmente silenciosa e foi assim, em silêncio, que ela surgiu na minha vida.

Achei que meu problema era vesícula ou fígado. Achei que era algo nas veias! Achei que era pulmão, pois eu não respirava mais direito. Mas não era nada disso. E sim meus rins que estavam apenas com 10% de sua função.

Eu demorei 8 meses ou mais para descobrir que eram meus rins que não estavam funcionando!

Quando o médico disse que eu precisava fazer hemodiálise, eu entrei em pânico. Para mim nem fazia mais sentido a vida, mas eu estava lá firme e forte, na hemodiálise, agradecida por existir um tratamento que possibilitasse fazer a função do meu rim, por mais que fosse um tratamento doloroso e difícil, lá estava eu.

Fiquei 3 anos em hemodiálise, até que meu irmão e minha irmã começaram a fazer exames para poder fazer o transplante.

Nossa mãe fazia hemodiálise há 7 anos e minha irmã sempre quis lhe doar um rim, mas ela não pode fazer transplante por outras intercorrências.

Quando soube do meu problema, de imediato se prontificou a fazer os testes e ser minha doadora.

Mas a minha irmã acabara de ter um câncer de mama e não podia me doar, pois o tratamento dela era recente. A médica dela pediu para esperar por mais 2 anos para repetir os exames e verificar se poderia ser minha doadora.

Foi um momento de tristeza quando ela disse que, naquele ano, minha irmã não poderia me doar, mas foi muito confortante quando ela falou: “Eu tenho certeza que eu vou te doar um rim, calma”.

E deu certo! Hoje sou transplantada renal há 1 ano e 8 meses. Minha irmã foi minha doadora! Gratidão enorme por isso! Vamos juntos! Diga sim à doação de órgãos!

Essa história foi transcrita pela Gislaine Cruz e está no nosso PODCAST SOU DOADOR (Spotify, Deezer ou Apple) vai lá escutar e se emocionar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.