Você pode fazer a diferença!

Home » Doação de Órgãos » DOAÇÃO DE TECIDOS TAMBÉM SALVA VIDAS – Por Biólogo Carlos Corsi

DOAÇÃO DE TECIDOS TAMBÉM SALVA VIDAS – Por Biólogo Carlos Corsi

O transplante de tecidos humanos é uma opção de tratamento utilizado na medicina para melhoria da qualidade de vida de pacientes que, devido a alguma doença aguda ou crônica, e/ou acidentes, adquiriram uma insuficiência em determinado tecido.

Potenciais doadores de órgãos (coração, pulmões, rins, fígado, pâncreas, intestino, entre outros) também podem ser potenciais doadores de Tecidos, tais como: Tecidos Oculares (córneas e escleras), Tecidos Musculoesqueléticos (ossos, tendões e cartilagens), Tecidos Cutâneos (pele), Tecidos Cardiovasculares (vasos e valvas cardíacas), entre outros. No caso dos Tecidos Oculares, a captação ainda pode acontecer em até 12 horas após a parada cardíaca, segundo os critérios estabelecidos legalmente, exercidos pela premissa do tempo de viabilidade de cada tecido. Quando pensamos também na doação dos tecidos, o número de pessoas beneficiadas aumenta consideravelmente!

Uma família que autoriza a doação dos órgãos de seu ente querido, pode ajudar em média 6 pessoas. Se essa mesma família também aceitar a doação dos tecidos, esse número cresce muito mais! O tecido captado é levado ao Banco de Tecidos, passando por um processo minucioso de preparação e processamento e, ao final, é fragmentado, proporcionando maior quantidade de ofertas, e consecutivamente, ajudando mais pessoas com os transplantes. (A metodologia do processamento muda conforme o tipo de tecido processado).

Ao efetuar a retirada dos tecidos no doador, as Equipes de Captação dos Bancos de Tecidos cercam-se de técnicas minuciosas e específicas para coleta e armazenamento dos tecidos. Além disso, emerge nos profissionais, um grande sentimento de respeito ao doador e agradecimento ao genuíno ato dos familiares, providenciando assim, a reconstituição digna do corpo do doador, não deixando marcas da doação aparentes em sua imagem.

Mesmo com todo trabalho dos profissionais, a doação dos tecidos ainda é um grande “tabu” em nossa sociedade. Das famílias que aceitam a doação de órgãos, muitas ainda se recusam à doação dos tecidos, principalmente dos tecidos oculares (córneas) e dos Tecidos Musculoesqueléticos (ossos). Isso se dá pela desinformação da maneira com que os tecidos serão retirados e, principalmente, pela forma que o doador estará após a doação.

CARLOS CORSI – Biólogo e Técnico em Banco de Tecidos no Banco de Tecidos Humanos do HCFMRP-USP. Mestre em Ciências da Saúde pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (DEPCH-EERP-USP).

#soudoador #soudoadororg #lutapelavida #transplante#transplantedetecidos #doacaodetecidos #corneas#transplantedecorneas #transplantados
#doacaodeorgaos #doeorgaos #salvevidas #sejaumheroi#avisesuafamilia #SUS #sistemaunicodesaude

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *