Você pode fazer a diferença!

Home » Histórias de Transplantados » APÓS A LUTA, A LINHA DE CHEGADA – Por Deyse Franco.

APÓS A LUTA, A LINHA DE CHEGADA – Por Deyse Franco.

Para quem não está vivendo o momento da prova, a linha de chegada parece ser somente o final de uma prova, de uma corrida, mas para todos os envolvidos é muito mais do que isso. Ela pode representar conquistas pessoais, superação física e emocional.

Laura participou em novembro de 2019 dos Primeiros Jogos Brasileiros para Transplantados em Curitiba. Foram dias incríveis, voltamos muito melhor do que fomos. Ao final de quaisquer uma das provas realizadas, passava-me um filme dos 7 anos de sua vida e posso afirmar que cada comemoração, cada superação, cada medalha conquistada eram frutos de muita dedicação da Laura. Mas, nada disso seria possível sem Deus, sem o seu irmão Hugo (seu doador), sem a família, sem os amigos e sem os maravilhosos profissionais de saúde que se dedicam com tanto amor à profissão.

No dia do atletismo, eu vi-me diante de um desafio inesperado: Laura teria que participar de uma prova de 50 metros com barreiras. Nós duas não tínhamos noção disso, portanto minha filha não tinha treinado. Fui conversar com ela, disse que poderia desistir e que o nosso objetivo principal era a Celebração da Vida, mas imediatamente Laura respondeu-me: “Eu consigo, Mamãe.”. Sua resposta foi com o mesmo brilho no olhar e coragem que teve nas 5 cirurgias, nas hemorragias, nas intercorrências, na infecção generalizada, nas 12 horas de Transplante Hepático, no momento que seu rim parou e precisou de hemodiálise. Não daria para relatar nesse texto a sua história de superação e grandes vitórias, mas garanto que durante os 50 metros com barreiras percorridos, a sensação não era simplesmente de uma prova concluída e sim uma Celebração da Vida.

Sei que existem muitas histórias lindas, pude acompanhar algumas, mas sei também que algumas crianças ainda aguardam o transplante. São momentos angustiantes, de incertezas, medo do desconhecido, um verdadeiro misto de sentimentos. Posso lhes dizer uma coisa: com nossas crianças aprendemos ser fortes, mesmo que estejamos fracos, a garra deles impulsionam-nos. Cada família terá a sua própria história, e poderá descobrir e se redescobrir nessa linda missão e juntos cruzarão a LINHA DE CHEGADA.

#soudoador #soudoadororg #doeorgaos #salvevidas #sejadoador #avisesuafamilia #sejaumheroi #1salva8 #deixevivo #simparadoação #transplantados #transplantes #medicina #timebrasilatletastransplantados #transplantehepatico #transplanteinfantil #atletismo #corridaderua #corridapelavida #linhadechegada #sus #sistemaunicodesaude

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *