Sou Doador » Blog » O SANGUE QUE CORRE EM MIM SAI DA TUA VEIA – Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue – Por Renato Costa

O SANGUE QUE CORRE EM MIM SAI DA TUA VEIA – Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue – Por Renato Costa

O sangue que corre em mim sai da tua veia é o segundo verso de uma das canções de sucesso do grupo musical Falamansa e que, no ambiente da medicina, personifica muito bem o propósito da doação voluntária de sangue.

Neste momento inúmeros pacientes, internados ou não, necessitam de transfusões de sangue como parte do tratamento da(s) patologia(s) que lhes acometem.

Tornar-se doador voluntário de sangue é tornar-se doador de vida, de esperança, de solidariedade, de fazer o bem sem olhar a quem.

Após o diagnóstico de Leucemia Mielóide Crônica, passei por várias etapas de tratamento até chegar ao procedimento de transplante de medula óssea. Entre os dias que antecederam o transplante e os posteriores, nos quais ocorreram intercorrências tratadas e solucionadas, por inúmeras vezes, necessitei de transfusão de hemoderivados.

Na “batalha” para não deixar diminuir os estoques de hemoderivados no banco de sangue que atendia minhas transfusões, minha esposa, minha mãe e familiares, realizaram campanhas pela ruas e avenidas de São Paulo, convidando os cidadãos paulistanos para se tornarem doadores voluntários de sangue para mim e consequentemente para inúmeros outros pacientes das mais variadas patologias que estavam em tratamento no mesmo hospital.

Enfim, fica o convite para que você se torne um doador voluntário de sangue em sua cidade. Compareça ao hemonúcleo mais perto e saiba o que é preciso para que o “sangue que sairá de você” venha a correr na veia dos pacientes que aguardam e contam com seu nobre, valoroso e amoroso gesto! Obrigado!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.