Sou Doador » Blog » PRECISEI DE UM TRANSPLANTE DE CORAÇÃO E MEDULA! – Por Luis Gouveia

PRECISEI DE UM TRANSPLANTE DE CORAÇÃO E MEDULA! – Por Luis Gouveia

Meu nome é Luis. Superei DOIS TRANSPLANTES no ano de 2021, um verdadeiro desafio!

De tudo o que aprendi nesta jornada resumo em 4F´s: Foco, Força, Fé e Felicidade.

Tenho 48 anos, casado, 3 filhos, executivo, atleta, escoteiro e músico. Sempre tive uma “saúde de ferro”, pois tive hábitos saudáveis como correr 10 km/dia, jogar futebol, lutar judô. Tudo isso regado à música, porque sou baterista, toco violão, componho e canto.

No ápice da minha carreira profissional quando liderava ativamente projetos de impacto como a reconstrução do Museu da Língua Portuguesa, tive uma parada brusca por conta da pandemia.

Porém, no meio desse contexto, comecei a notar mudanças no meu corpo, pois não conseguia mais correr na esteira de casa, algo impensável para alguém que já havia corrido quase 20 mil km na última década.

Decidi então ir ao hospital para entender o que se passava, e os sinais do meu corpo me salvaram.

Fui diagnosticado com embolia pulmonar e, após 2 meses de exames exaustivos e dolorosos, minha doença rara foi descoberta.

Recebi a notícia de que precisaria de 2 transplantes, de coração e medula!

Fiquei na fila de espera por mais de 4 meses e, nesse período, aprendi a ter foco, colocando como ambição correr na Olimpíada dos Transplantados na Austrália em 2023.

Traduzi esse foco em força para ler mais de 4 mil páginas de livros, caminhar mais de 250 km no corredor de 100 metros do hospital com uma máquina de injeção de remédio ligada ao meu corpo e escrever um diário de quase 400 páginas.

A fé em Deus e apoio dos amigos me permitiu receber um novo coração em janeiro, a cirurgia levou apenas 50 minutos, tive alta da UTI em menos de 48 horas. A alta do hospital veio pouco depois e pude voltar para casa e para o trabalho.

Mas faltava o transplante final. Depois de 6 meses de preparo e após várias tentativas frustradas, finalmente consegui superar este desafio e hoje estou aqui 100% saudável, trabalhando ativamente e com um futuro brilhante pela frente. O último F de felicidade é o que sinto agora por estar vivo escrevendo para vocês!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.