Sou Doador » Blog » PLENITUDE – Por Suelen Freire

PLENITUDE – Por Suelen Freire

Segundo o dicionário, plenitude é o estado daquilo que é completo, cheio, pleno, daquilo que atingiu o máximo de seu propósito e potencial. Portanto, a plenitude é diferente para cada pessoa e em cada situação.

Pessoas transplantadas enxergam a plenitude em pequenas e grandes coisas do cotidiano: caminhar sem cansaço, abrir os olhos e ver a luz, saborear um alimento, sentir o sangue pulsando em suas veias e o ar entrando em seus pulmões.

Para aqueles que aguardam em fila de transplante, a plenitude é receber o telefonema com a notícia de que surgiu um doador compatível e a espera chegou ao fim.
Para os doadores vivos, plenitude é saber que o amor superou o medo e um pedacinho seu salvou a vida de alguém muito amado.

E para quem toma a decisão de ser um doador de órgãos plenitude é deixar um legado de vida, esperança, saúde e amor incondicional ao próximo que transcende os limites da existência nesta Terra.

Que a vida seja plena para todos aqueles que esperam e decidem pelo SIM à doação de órgãos!

Suelen Freire, Pedagoga transplantada dupla de rim e pâncreas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.