Sou Doador » Blog » QUANDO MENOS ESPERAR, VAI CLAREAR! – Por Dilson Borges

QUANDO MENOS ESPERAR, VAI CLAREAR! – Por Dilson Borges

São 6 anos de transplante cardíaco! Sim, as memórias após o meu transplante são mais marcantes que as memórias dos 5 anos que o antecederam!

Foi tudo muito rápido: arritmias, uma parada cardíaca, um implante de desfibrilador, medicamentos constantes para sobrevivência, insuficiência cardíaca, um implante de ressincronizador cardíaco, internações regulares curtas, internação prolongada, fila para transplante, 4 meses de UTI.

E enfim, um doador compatível !

Tudo isso aconteceu em 5 anos e é claro que nesse período a vida não parou: muito trabalho, bastante basquete à beira da quadra, muito estudo, uma casa, a chegada da Laura, um concurso … Que Correria!

Muita incerteza no início, agora já são 6 anos: medicamentos de manutenção, estabilização do órgão, consultas e exames regulares, volta ao trabalho, vida plena em família, muito mais basquete (à beira da quadra, nos livros, com os amigos, nos artigos escritos, numa tese de doutorado, na atividade profissional…), volta aos esportes de forma regular e rumo aos eventos esportivos para transplantados em breve!

Bom, vale uma reflexão neste momento para destacar que a doação de órgãos precisa receber maior atenção, muitas vidas podem seguir em frente com apenas um sim, um ato de amor incondicional ao próximo!

“Que um novo dia sempre vai raiar e quando menos esperar vai clarear, para tudo tem um jeito e se não teve jeito ainda é porque não chegou ao fim!”

Agradeço a todos que sempre nos acompanharam e ajudaram antes e depois do meu transplante, foi uma honra conviver com dada um!

Gratidão eterna a toda a equipe de profissionais de saúde e especialmente ao doador e sua família!

SEGUE O JOGO! SEMPRE EM FRENTE!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.