Sou Doador » Blog » ASSIM ME TORNEI DOADORA DE ÓRGÃOS E TECIDOS – Por Rejane Coelho Sou Rejane.

ASSIM ME TORNEI DOADORA DE ÓRGÃOS E TECIDOS – Por Rejane Coelho Sou Rejane.

Para me tornar doadora de órgãos e tecidos, infelizmente, precisei passar pela vivência de acompanhar a necessidade de um transplante de um familiar muito próximo e querido!

Só nesse momento, compreendi a realidade da Doação de Órgãos em nosso país. Meu marido, devido a uma fibrose pulmonar idiopática, precisou de um transplante pulmonar. A fibrose causa enrijecimento dos pulmões, causando grande falta de ar e necessidade da utilização de oxigênio 24h/dia.

Percebendo a pouca oferta de órgãos para doação e transplantes e a grande dificuldade de se manter em uma lista de espera sem tempo definido, resolvemos ter uma postura mais ativa e criamos uma campanha de conscientização para a doação de órgãos e tecidos! Isso foi fundamental para melhor suportarmos esse período de espera.

Após 8 meses em lista, chegou o grande dia!! Uma família disse SIM e permitiu a doação dos órgãos do seu familiar, também muito querido, em um ato de extrema generosidade!

Para nós, naquele momento, era como se fosse o dia mais feliz de nossas vidas! A possibilidade de um renascimento: com os pulmões adoecidos, ele não conseguiria continuar por muito mais tempo aqui.
O transplante foi bem sucedido, mas, devido a uma infecção hospitalar, ele não resistiu.

Algumas pessoas se surpreendem por eu continuar trabalhando pela doação de órgãos e tecidos. Depois de tudo que vi e vivi, durante esse processo, não consigo mais abandonar essa Causa!

Trabalho por mim, pelo meu companheiro, que teve a oportunidade de sentir a alegria de respirar novamente com os próprios pulmões, pelas Famílias Doadoras, por quem ainda está em lista de espera neste momento e por quem entrará um dia, e nem imagina, porque a gente nunca imagina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.